sexta-feira

Super empreendedoras

Minha estória

Em 2014 conheci o projeto do Itaú www.imulherempreendedora.com.br e cada vez mais participei de movimentos para empoderar as Empreendedoras. Conheci a Ana Fontes da http://www.redemulherempreendedora.com.br/ e ela passou a ser minha inspiração, queria ser como ela.

Em 2015 fundei o Grupo Empreendedoras Anônimas. É um tipo de AA, mas de Empreendedoras. A gente diz: "Eu sou empreendedora há 5 anos". E todo mundo faz aquela cara de coitada, rs. Somos 15 empreendedoras e nós nos reunimos mensalmente na www.akitaclinic.com.br , clínica de Medicina Estética, um dos meus negócios, porque mulher nunca tem um negócio só, sempre tem um monte.

Tenho também uma empresa de cosméticos, alimentos dietéticos e correlatos (agulhas e seringas) www.vaincre.com.br

Sou mestre de Cerimônia do Chá, uma arte japonesa que reúne caligrafia, ikebana, cerâmica, arquitetura, culinária. Por causa da Cerimônia do Chá fiz um blog www.cerimoniacha.blogspot.com que fala sobre cultura japonesa e outros assuntos ligados à cultura japonesa. Faço apresentações de chá e já apareci no programa Como Será da Rede Globo http://redeglobo.globo.com/como-sera/videos/t/hoje-e-dia-de-/v/hoje-e-dia-de-japao-cultura/4427571/  a partir dos 6:45

Uma das coisas mais importantes que fiz em 2015 foi a doação de medula. Cadastrei-me em 2009 e em março de 2015 descobri que alguém era compatível comigo. Uma chance em 100.000 ou se considerarmos quão poucas pessoas são cadastradas, uma em 1 milhão. 4 dias internada no Hospital Santa Marcelina.

 

Empreendedorismo feminino


Em uma palestra do Alberto Saraiva, dono do Habib´s, ele disse que as pessoas pensam que o empresário manda nos funcionários, fornecedores, clientes, governo, mas na verdade é exatamente o oposto, todo mundo mandando em no empresário, que nao tem férias, 13, FGTS. Isso dá uma solidão muito grande, pois só uma empreendedora para entender outra.

Estudos comprovam que as mulheres empreendedoras auxiliam mais as pessoas ao seu redor.

Inspirada nessas observa, decidi fazer uma rede com empresárias para:

- conhecer o trabalho das empreendedoras
- fazer parcerias
- aconselhamento
- indicação
- vendas de produtos ou serviços

Dicas


1- A semana tem 168 horas - quantas sao dedicadas a você?
Nao vale dormir, comer, cuidar dos outros ou da empresa. Ter um momento para si não é egoísmo é sobrevivência, como quando o avião está caindo e devemos colocar a máscara de oxigênio primeiro em nós, depois nos outros, pois se a gente morrer nao vai dar pra salvar ninguém. Eu, por exemplo, vou à academia (tem www.smartfit.com.br do mesmo dono da Bio Ritmo com planos a partir de R$ 49,90). Também faço Cerimônia do Chá em domingos alternados. Outras sugestões: aulas de dança, yoga, taikô (tambor japonês), terapia, meditação, ikebana, cerâmica, crochê, vinho,

2 - Fale com as pessoas e tenha sempre seu cartao de visitas
Mulher fala de tudo, menos de negocios. Como diz a Luiza Trajano: Foco nas Vendas. Ela lidera um  grupo: Mulheres do Brasil. "Somos apartidárias, nao podemos reclamar e temos de fazer acontecer". O cartao de visitas é tao baratinho e é uma ferramenta fundamental para você se apresentar.

3 -  Tenha um pitch elevator, ou seja uma apresentacao de 1 minuto que explica o que você faz de uma maneira que seja interessante. Imagine que você entrou no elevador com um potencial cliente ou investidor e precisa vender seu produto/serviço em 1 minuto.

4 - Tenha objetivos claros e bem definidos
Como diz o Gato no livro Alice no País das Maravilhas Para quem nao sabe para onde vai, qualquer caminho é caminho. Pare 5 minutos e escreva seus objetivos.

Um estudo demonstra que:
13% das pessoas que tinham objetivos claros e bem definidos, mas nao tinham escrito ganhavam 2x mais que as que 84% dos que nao tinham
13% das pessoas que tinham objetivos claros e bem definidos escritos ganhavam 10x mais que as 97% que nao tinham


Inscreva-se nos links:

https://www.imulherempreendedora.com.br/  
Site do Banco Itau voltado para mulheres que tem empresa


http://www.redemulherempreendedora.com.br/
Site da Ana Fontes

http://www.escoladevoce.com.br/
Curso on line da Ana Paula Padrao

http://www.sebraesp.com.br/

http://tamojunto.org.br/
Site da Aliança Empreendedora

http://www.10000mulheres.com.br/

Lançado em 2008, o 10.000 Mulheres é um programa global do banco de investimentos Goldman Sachs e da Goldman Sachs Foundation, que proporciona educação em administração e gestão de negócios a mulheres empreendedoras, a fim de ajudar a melhorar a qualidade da educação empresarial nos países em desenvolvimento.
O programa 10.000 Mulheres já atingiu mais de dez mil mulheres empreendedoras em 43 países, incluindo Afeganistão, África do Sul, Brasil, China, Egito, Índia, Libéria, México, Nigéria, Peru, Quênia, Ruanda, Tanzânia e Turquia, através de uma rede de 90 escolas e organizações sem fins lucrativos. Mais de 30 das mais importantes escolas de negócios do mundo já participaram do programa.
Como parte da iniciativa, a FGV – EAESP oferece um programa que proporcionará às empreendedoras participantes os conhecimentos e ferramentas necessários para que elas tenham sucesso no competitivo mercado global. Projetado em parceria com a Babson College, a mais importante escola de empreendedorismo dos Estados Unidos, o currículo abrange de modo objetivo temas como operações, negociação, marketing e gestão de recursos humanos, que poderão ser imediatamente postos em prática pelas empreendedoras. As participantes também terão acesso a tutoria, eventos de networking e fóruns que lhes permitirão se conectar, aprender e trocar ideias. Após concluir o programa, as empresárias se tornarão parte da rede de ex-alunas do 10.000 Mulheres e terão acesso contínuo a aprendizagem e oportunidades de networking.
O programa 10.000 Mulheres da FGV – EAESP é coordenado pelos professores Maria José Tonelli e Tales Andreassi.
As participantes terão 17 dias de aulas presenciais na unidade Nove de Julho da FGV, das 9h00 às 18h00, sempre às sextas-feiras e aos sábados.
O processo de seleção é feito pela FGV e pela Fundação Goldman Sachs, patrocinadora do 10.000 Mulheres. O programa 10.000 Mulheres não oferece qualquer ajuda de custo para estada e passagens.

terça-feira

Cerimonia do Cha Programa Como Será da Tv Globo

19 Festival do Japao dias 9 e 10 de julho de 2016

Alexandre Henderson (Programa Como Será da TV Globo)
 com Iumi Takeda Yokobatake tomando cha no Festival do Japao 2015

Assista a Cerimonia do Chá no Festival do Japão http://redeglobo.globo.com/como-sera/videos/t/hoje-e-dia-de-/v/hoje-e-dia-de-japao-cultura/4427571/ 

 A partir do 6:45


A Cerimonia do Cha estará presente no Festival do Japao dias 9 e 10 de julho de 2016 (sábado e Domingo) no Centro de Exposicoes Imigrantes, onde será montada uma Sala de Chá.
Na Sala de 4,5 tatames voce poderá apreciar a Cerimônia degustando o chá verde em pó fraco (matcha)  e no Tea Room saborear uma xícara de chá verde de infusão (ryokucha)
Quando visitar o Festival do Japão, venha comer um doce e tomar uma xícara de Chá!




sábado

Como Doar Medula Ossea - parte 2

 Atitude é tudo, você tambem pode ajudar

Veja como Doar Medula Ossea no programa Como Será da Rede Globo

http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2015/11/veja-como-e-simples-rapido-e-facil-ser-um-doador-de-medula-ossea.html

#medulaossea #comodoarmedulaossea


Prezadas Senhoras,

 
 
 


Meu nome é Iumi Takeda Yokobatake. Cadastrei-me em 2009, Eu decidi doar a medula nao porque Deus vai me devolver em dobro. Também nao tenho familiar doente ou com cancer. Nao conheço o receptor.

Eu decidi doar a medula porque isso é o CERTO. É o que todo Ser Humano deveria fazer por outro Ser Humano sem esperar nada em troca.

Porém nunca imaginei que seria tao dificil, tao anonimo e sem nenhum reconhecimento.
_____________________________________________________________________________

Fui convocada para vir ao Hospital Santa Marcelina dia 15 de outubro de 2015 em jejum para fazer varios exames e saber detalhes da doacao Foi demorado, e apesar de ter ido 2 vezes ao setor de Medula Ossea em nenhuma das vezes consegui falar com a enfermeira da tarde responsavel pelas orientacoes. Numa ocasiao ela estava em passagem pelos quartos e na outra em reuniao. Ateh hoje nao a conheci. Poderia dizer olah, tem alguma duvida, infelizmente tenho soh 5 minutos para falar com vc. Parte das informacoes foi passada pela Dra Ana, medica transplantadora e parte pela responsavel pelo procedimento.

No dia 21 de outubro de 2015 meu pai foi internado no Hospital Dante Pazzanese  para operar um aneurisma abdominal. A cirurgia estava agendada para o dia 27/10/15.

No dia 24 de outubro de 2015 sabado fui novamente convocada pela enfermeira da manha para retirar o Granulequine as 7h da manha Como moro a cerca de 1h50 do Hospital, pedi para q fosse para as 8h, mas o remedio soh chegou 1h depois, eu e minha familia ficamos esperando por uma hora a farmacia trazer o remedio. Faco neste ponto 3 sugestoes:
Sugestão 1 - jah deixar o remedio separado na geladeira da medula e nao da farmacia.
Sugestão 2 - fazer uma tolerancia das 7h as 10h para a retirada do remedio
Sugestão 3 - melhor explicacao de como aplicar o remedio, inclusive um folheto com fotos ( eu nao sabia q podia virar o frasco de cabeca para baixo para retirar o conteudo do remedio, nao eh obvio).

[ Minha mae nao esta e nem estava de acordo com a doacao. Sei que isso parece nao ter relevancia nenhuma, mas abalou meu estado psicologico. Ela telefonou somente na 6a feira proximo a hora da alta, mas nao falou comigo nem quando fui a empresa. Meu irmao nao estava a favor nem contra, mas tambem nao ligou nenhum dia. Quanto tempo uma pessoa leva para ligar para um celular. Na 2a feira ultimo dia em q trabalhei minha mae fez uma reuniao: eu, meu irmao, meu primo e ela. Ela pediu para que o meu primo, Andre chegasse no horario correto 9h. Eu falei que nas 3 vezes que eu pedi para que ele chegasse no horario (9h) ele nao cumpriu. Isso porque ele mora a 100 metros de caminhada da empresa. Ele começou a gritar comigo q na otica dele nao há necessidade de chegar as 9h (que é o horário de funcionamento da empresa) e eu pedi q ele nao gritasse pois estava com uma dor horrorosa na base da coluna por conta do remedio. Entao minha mae respondeu que se eu estava com dores era por escolha minha. Depois havia que buscar meus filhos e meu irmao ficou se queixando que teriamos que usar o motorista para buscar os sobrinhos. Entao resolvi sair da reuniao pois isso estava me fazendo muito mal. ]
Eu me internei dia 27/10/15 3a feira as 7h da manhã com chuva e escuro por causa do horario de verão no Hospital Santa Marcelina,  eu e uma amiga  nos perdemos muitissimo, nao estávamos acostumadas a dirigir na Zona Leste. No dia 27/10/15 3a feira dia da internacao pediram para q eu chegasse as 7h chovia, eu e minha amiga que era exigencia estar presente na internacao nos perdemos.

Sugestão 4- deixem q os doadores se internem um pouco mais tarde, as 10h por exemplo. Dah tempo sufuciente e nao precisa ser tao sacrificado.

Chegando no hospital, ninguem sabia deveria ocorrer a internacao porque eu era do SUS, mas iria ficar em quarto de convenio, 50min procurando dentro do Hospital Santa Marcelina.

No dia 27/10/15 deixei minha familia, meu pai no hospital, negligenciei minha empresa por 4 dias e  faltei a apresentacao do trabalho de formatura do meu filho que está se formando no ensino fundamental.

O quarto era o ultimo 22.005, quente, sem armario, sem box no chuveiro e a janela pequena. Apelidei de quarto das vassouras, mas a gente se respeitava. Ponto Positivo: fiquei no quarto com outra doadora que estava internada desde domingo 25/10/15. Ela trabalhava no Hospital das Clinicas e tinha 3 filhos. Foi muito bom conversar com ela, mas apos a doacao eu respeitei o momento dela e saí do quarto e fiquei na varanda, para que ela pudesse dormir, ler, descansar, acender ou apagar a luz e aguardei por umas 2horas pois podia ficar sentada pois nao tinha cateter.

Apos 13 horas da internacao, chegaram os medicos, mas nenhum dos 3 cirurgioes vasculares q colocaram o cateter se identificaram. Foram muito educados, mas poderiam dizer: "boa noite, desculpe a demora, meu nome eh Dr Fulano.."

Iniciei a doacao no dia 28/10/15 as 8h e terminou as 13h 400ml. Porem o receptor pesava 80kg, quando percebi que a chance de nova doacao era grande. O receptor da outra doadora pesava 147kg onde arrumam pacientes tao grandes?

Apos a doacao, a outra paciente teve alta entao colocaram-me em um quarto 22.004 maior com armarios e box no banheiro, mas com uma paciente com cancer, que já estava internada há 20 dias. Ela se considerava a dona do quarto. Nao alcancava o telefone, ela deixava a TV ligada o tempo todo e isso me fez muito mal. Em nenhum momento perguntou o q eu achava. Eu nao consegui ler, nem dormir, nem descansar, quando Pedi para abaixar um pouco o volume da TV, a filha da outra paciente simplesmente respondeu q eram direitos iguais. Se os direitos sao iguais, entao a TV deveria ficar 50% do tempo desligada.

Sugestão 5 - deixem que os doadores em um quarto a sós, pelo menos após a doação. É um momento de descanso, e eles nao devem ficar discutindo a programação da TV com os familiares do outro paciente.

Minha mao ficou formigando. A auxiliar de enfermagem Tania do 2 andar soh dizia q era normal, mas me incomodava muito. Soh quando falei com a auxiliar Roberta eh q a enfermeira Dayana veio e prescreveram o soro. Jah eram 16h. Tambem poderiam ter me orientado a tomar mais agua. No quarto as auxiliares nao falavam disso, falavam que era normal.

A Tv mostrando o arrastao da rua Doutor Mário Vatanabe e Deputado Laercio Corte, Maria do Bairro, sessao da tarde com menino sequestrado. Entendo que a Dona Tereza é uma paciente com dores e tal, mas nao dá para misturar. O doador apos a doacao precisa de sossego.

Tudo q eu queria era voltar para o quarto anterior e descansar e o quarto estava desocupado. Pedi para ficar lá pelo menos só até o paciente chegar, mas a auxiliar disse que eu iria sujar o quarto. Passei a ficar do lado de fora em pé na varanda, pois o cateter incomodava para sentar e na cama nao dava para ficar pois tinha a TV ligada.

As 20h horario q deveria sair o resultado se seria necessaria uma nova coleta eu já estava com os nervos à flor da pele só de pensar que teria q passar mais um dia no quarto da dona Teresa, estava muito agitada e chorei quando disseram q teria realmente que passar por uma nova coleta .Quis fazer um relato do que estava acontecendo, mas nenhuma das enfermeiras do 2andar sabia do SAC e que só havia uma caixinha na entrada do pronto socorro e a presencial estava fechada. A Enfermeira trabalha no hospital ha 9 anos e nao sabia do email da ouvidoria do hospital.

 Sugestão 6- dar oportunidade para q as pessoas relatem suas experiencias. O sac@santamarcelina.org eh muito mal divulgado. Soh no 5o andar me entregaram uma pesquisa de qualidade. Essa pesquisa deveria ser entregue no ato da doacao. Soh assim a gente melhora.

Porem a enfermeira chamou o Dr Fabio que me explicou os procedimentos, acalmou, me ofereceu um calmante e informou q no momento nao havia nenhum quarto disponivel. Mas felizmente, conseguiu um quarto em que eu estava sozinha.

Quando minha prima disse que tambem queria doar, eu nao soube bem o que dizer, mas ainda acho q eh o certo a fazer.

No dia 29/10/15 comecou a 2a doacao as 8h30 e terminou as 12h foram mais 300ml. Mas felizmente da segunda vez pude descansar tranquilamente.

A alta foi dia 30/10/15 as 11h No ato da alta tambem doei 2 agulhas para puncao de Raqui que a Vaincre.com.br comprou por engano para o Hospital. Relatei tudo para a irmã Odiva que disse que nao distribui o papel da avaliação do hospital porque as pessoas nao respondem. Mas acho que se uma pessoa em 100 respondesse já iria valer a pena.

Mesmo assim apos a alta fui buscar meu filho no colegio para leva-lo ao ingles e fui a empresa para fazer o cadastro do empregado domestico, pois era o ultimo dia era dia 31/10/15. Pedi aos funcionários que só falassem comigo se fosse urgente, porque se fosse importante era melhor deixar para o dia 03/11/15. Nao almocei, ninguem perguntou. Por whatsapp o Andre (meu primo) falou no grupo que tentou falar comigo duas vezes, mas respeitou e que todos estavam muito chateados. E eu agradeci que ele tenha esperado para falar na 3a feira e que desejava boa viagem para Sao Tome das Letras, pois eu ao contrario dele deveria ficar em repouso e nao deveria ir até a padaria. Q estava muito mais chateada ainda pois de todas as formas que imaginei jamais esperava que as pessoas agissem como agiram. Que estava com dor de cabeça, dor na coluna, dor no cateter, com furos nas duas maos, pois as veias nao davam mais conta de tanto tirarem sangue.

Pelo menos quando eu cheguei em casa haviam flores do meu marido e minha outra prima, Carol.

Deveria haver um agradecimento aos doadores. Soh se fala dos receptores, mas eles jah receberam o melhor presente, uma nova chance, a vida. Tem que chamar o Reynaldo Giannechini pelos doadores tambem. Eh sofrido e muito duro para os doadores, precisa haver um reconhecimento.

O acompanhamento do Redome é muito bom. A enfermeira Silveli que fica na coleta também.

Faca sua parte, cadastre-se para Doar Medula http://ameo.org.br/ Em Sao Paulo o lugar mais proximo é o Hemocentro da http://www.santacasasp.org.br e se cadastrar. Para fazer seu agendamento entre em contato com o telefone: (11) 2176-7249.

Atenciosamente,

Iumi