sexta-feira

Super empreendedoras

Minha estória

Em 2014 conheci o projeto do Itaú www.imulherempreendedora.com.br e cada vez mais participei de movimentos para empoderar as Empreendedoras. Conheci a Ana Fontes da http://www.redemulherempreendedora.com.br/ e ela passou a ser minha inspiração, queria ser como ela.

Em 2015 fundei o Grupo Empreendedoras Anônimas. É um tipo de AA, mas de Empreendedoras. A gente diz: "Eu sou empreendedora há 5 anos". E todo mundo faz aquela cara de coitada, rs. Somos 15 empreendedoras e nós nos reunimos mensalmente na www.akitaclinic.com.br , clínica de Medicina Estética, um dos meus negócios, porque mulher nunca tem um negócio só, sempre tem um monte.

Tenho também uma empresa de cosméticos, alimentos dietéticos e correlatos (agulhas e seringas) www.vaincre.com.br

Sou mestre de Cerimônia do Chá, uma arte japonesa que reúne caligrafia, ikebana, cerâmica, arquitetura, culinária. Por causa da Cerimônia do Chá fiz um blog www.cerimoniacha.blogspot.com que fala sobre cultura japonesa e outros assuntos ligados à cultura japonesa. Faço apresentações de chá e já apareci no programa Como Será da Rede Globo http://redeglobo.globo.com/como-sera/videos/t/hoje-e-dia-de-/v/hoje-e-dia-de-japao-cultura/4427571/  a partir dos 6:45

Uma das coisas mais importantes que fiz em 2015 foi a doação de medula. Cadastrei-me em 2009 e em março de 2015 descobri que alguém era compatível comigo. Uma chance em 100.000 ou se considerarmos quão poucas pessoas são cadastradas, uma em 1 milhão. 4 dias internada no Hospital Santa Marcelina.

 

Empreendedorismo feminino


Em uma palestra do Alberto Saraiva, dono do Habib´s, ele disse que as pessoas pensam que o empresário manda nos funcionários, fornecedores, clientes, governo, mas na verdade é exatamente o oposto, todo mundo mandando em no empresário, que nao tem férias, 13, FGTS. Isso dá uma solidão muito grande, pois só uma empreendedora para entender outra.

Estudos comprovam que as mulheres empreendedoras auxiliam mais as pessoas ao seu redor.

Inspirada nessas observa, decidi fazer uma rede com empresárias para:

- conhecer o trabalho das empreendedoras
- fazer parcerias
- aconselhamento
- indicação
- vendas de produtos ou serviços

Dicas


1- A semana tem 168 horas - quantas sao dedicadas a você?
Nao vale dormir, comer, cuidar dos outros ou da empresa. Ter um momento para si não é egoísmo é sobrevivência, como quando o avião está caindo e devemos colocar a máscara de oxigênio primeiro em nós, depois nos outros, pois se a gente morrer nao vai dar pra salvar ninguém. Eu, por exemplo, vou à academia (tem www.smartfit.com.br do mesmo dono da Bio Ritmo com planos a partir de R$ 49,90). Também faço Cerimônia do Chá em domingos alternados. Outras sugestões: aulas de dança, yoga, taikô (tambor japonês), terapia, meditação, ikebana, cerâmica, crochê, vinho,

2 - Fale com as pessoas e tenha sempre seu cartao de visitas
Mulher fala de tudo, menos de negocios. Como diz a Luiza Trajano: Foco nas Vendas. Ela lidera um  grupo: Mulheres do Brasil. "Somos apartidárias, nao podemos reclamar e temos de fazer acontecer". O cartao de visitas é tao baratinho e é uma ferramenta fundamental para você se apresentar.

3 -  Tenha um pitch elevator, ou seja uma apresentacao de 1 minuto que explica o que você faz de uma maneira que seja interessante. Imagine que você entrou no elevador com um potencial cliente ou investidor e precisa vender seu produto/serviço em 1 minuto.

4 - Tenha objetivos claros e bem definidos
Como diz o Gato no livro Alice no País das Maravilhas Para quem nao sabe para onde vai, qualquer caminho é caminho. Pare 5 minutos e escreva seus objetivos.

Um estudo demonstra que:
13% das pessoas que tinham objetivos claros e bem definidos, mas nao tinham escrito ganhavam 2x mais que as que 84% dos que nao tinham
13% das pessoas que tinham objetivos claros e bem definidos escritos ganhavam 10x mais que as 97% que nao tinham


Inscreva-se nos links:

https://www.imulherempreendedora.com.br/  
Site do Banco Itau voltado para mulheres que tem empresa


http://www.redemulherempreendedora.com.br/
Site da Ana Fontes

http://www.escoladevoce.com.br/
Curso on line da Ana Paula Padrao

http://www.sebraesp.com.br/

http://tamojunto.org.br/
Site da Aliança Empreendedora

http://www.10000mulheres.com.br/

Lançado em 2008, o 10.000 Mulheres é um programa global do banco de investimentos Goldman Sachs e da Goldman Sachs Foundation, que proporciona educação em administração e gestão de negócios a mulheres empreendedoras, a fim de ajudar a melhorar a qualidade da educação empresarial nos países em desenvolvimento.
O programa 10.000 Mulheres já atingiu mais de dez mil mulheres empreendedoras em 43 países, incluindo Afeganistão, África do Sul, Brasil, China, Egito, Índia, Libéria, México, Nigéria, Peru, Quênia, Ruanda, Tanzânia e Turquia, através de uma rede de 90 escolas e organizações sem fins lucrativos. Mais de 30 das mais importantes escolas de negócios do mundo já participaram do programa.
Como parte da iniciativa, a FGV – EAESP oferece um programa que proporcionará às empreendedoras participantes os conhecimentos e ferramentas necessários para que elas tenham sucesso no competitivo mercado global. Projetado em parceria com a Babson College, a mais importante escola de empreendedorismo dos Estados Unidos, o currículo abrange de modo objetivo temas como operações, negociação, marketing e gestão de recursos humanos, que poderão ser imediatamente postos em prática pelas empreendedoras. As participantes também terão acesso a tutoria, eventos de networking e fóruns que lhes permitirão se conectar, aprender e trocar ideias. Após concluir o programa, as empresárias se tornarão parte da rede de ex-alunas do 10.000 Mulheres e terão acesso contínuo a aprendizagem e oportunidades de networking.
O programa 10.000 Mulheres da FGV – EAESP é coordenado pelos professores Maria José Tonelli e Tales Andreassi.
As participantes terão 17 dias de aulas presenciais na unidade Nove de Julho da FGV, das 9h00 às 18h00, sempre às sextas-feiras e aos sábados.
O processo de seleção é feito pela FGV e pela Fundação Goldman Sachs, patrocinadora do 10.000 Mulheres. O programa 10.000 Mulheres não oferece qualquer ajuda de custo para estada e passagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário